Seja bem Vindo(a)!

Se está a ler esta página, é porque provavelmente está a ponderar recorrer à ajuda de um psicólogo para alguma situação que o(a) incomoda.

Sei que muitas vezes a psicoterapia é vista como o último recurso depois de inumeras tentativas ineficazes para resolver algo que nos incomoda ou nos faz sofrer. Por este motivo, desde já o (a) felicito por ter tomado esta iniciativa!

Ofereço–lhe um espaço seguro, confidencial, um tempo de escuta sem juízos de valor, onde, juntamente comigo convido-o a explorar os seus sentimentos e pensamentos, com vista a ter um melhor entendimento do seu funcionamento mental e à consequente resolução dos seus conflitos internos.

Deixe-me ajudá-lo(a) a tornar-se consciente de seus recursos e do seu potencial de forma a reencontrar o seu equilibrio psiquico.

Lembre-se: “O sol brilha todos os dias. Se não o vemos é apenas porque está encoberto por algumas nuvens…”

Dra. Célia Lopes

Importa Saber...

Não tenho uma solução "chave na mão " para lhe dar, mas estou aqui para ajudá-lo(a) na compreensão de si próprio, com vista a um melhor entendimento do seu funcionamento mental e auxiliar na resolução de seus conflitos psicológicos.

Adolescente / Adulto

A Psicoterapia consiste num processo de transformação, de desenvolvimento pessoal e crescimento emocional, constituindo-se igualmente como um instrumento que facilita o auto-conhecimento. Consulta também no idioma Françês

SOBRE MIM

A quem me procura gostaria de informar que:

Pretendo que a minha atitude como terapeuta seja sentida como uma presença viva e ativa, focada na pessoa do paciente.

O meu trabalho é pautado pela ética e deontologia profissional de acordo com o Código dos Psicólogos Portugueses, que preserva a confidencialidade dos pacientes e obriga ao respeito da autonomia individual.

Gostaria de assinalar, que a minha abordagem terapêutica é individualizada, pautada pelo respeito, pela singularidade e subjectividade de cada pessoa, atendendo ao seu ritmo e adaptando a minha escuta e intervenção a cada situação individual.

Saliento, a importância e a especificidade de uma Psicoterapia Relacional, cujo processo é de transformação, de desenvolvimento e crescimento emocional, com o aumento do auto-conhecimento.

Ao escolher fazer uma psicoterapia, saiba, que além do alivio do sofrimento ou dos sintomas, este processo também lhe permitirá alcançar um desejado e merecido estado de satisfação consigo próprio.

Trata-se de buscar a sua verdade, de aceitar a sua singularidade e de vivê-la, de amar-se um pouco mais, de permitir-se pensar de maneira diferente dos pais, amigos e do meio que o rodeia.

Este novo olhar sobre si próprio, ajudá-lo-á a assumir um papel mais ativo e pró-ativo em relação à sua própria vida e às suas dificuldades. Permitir-lhe-à a descoberta de um novo modo de abordar os acontecimentos da vida, de se relacionar com os outros, e poderá deste modo restaurar a sua capacidade de voltar a sonhar…

Meu Percurso

- Licenciada e Mestre em Psicologia Clínica pelo Instituto Universitário de Psicologia Aplicada (ISPA).

-Membro Efectivo da Ordem dos Psicólogos com Cédula Profissional nº14966.


-Membro Associado da Associação de Psicanálise Relacional.

-Pós-Graduação em Psicopatologia da Criança e do Adolescente no Instituto Criap e formação em Neuropsicologia Clínica do Adulto no ISPA.

Iniciei a carreira como Psicóloga Clínica num Centro de Saúde, mais tarde desempenhei a minha profissão numa clínica, e, atualmente recebo exclusivamente em consultório privado adolescentes e adultos, com quem faço psicoterapia.

Outra vertente da minha actividade prende-se com avaliações psicológicas, entrevistas de avaliação e orientação vocacional e de carreira.

CONSULTAS

“Quando a dor de não estar vivendo for maior do que o medo da mudança a pessoa muda” Sigmund Freud


Proponho acompanhá-lo(a) nos seus momentos de dúvidas, de crise ou durante um período de luto, mas também, na sua vontade de mudança ou de auto-conhecimento, quer seja através de uma Avaliação Psicológica, uma Avaliação Intelectual ou de uma Psicoterapia.

As consultas podem ser realizadas também no idioma Francês.


A primeira Consulta de Psicologia

Trata-se de uma entrevista clínica com uma duração superior às restantes sessões, cuja intervenção é centrada no pedido do cliente.

Em alguns casos o recurso ao método da avaliação psicológica poderá ser necessário, pois fornecerá um diagnóstico psicológico da situação. É na primeira consulta que é determinada a necessidade de se dar início a uma psicoterapia.

Neste primeiro contacto, e à medida que a sessão vai progredindo é essencial que esteja atento à forma como se sente na presença do psicólogo e no contexto terapêutico criado. Tendo em vista, que a relação construída por psicólogo e cliente/paciente será crucial para a eficácia de todo o processo terapêutico é, muito importante que encontre um profissional que o/a faça sentir compreendido/a e aceite, com quem você se sinta seguro/a para partilhar os seus sentimentos e falar sobre coisas especialmente dolorosas para si.


Avaliação Psicológica

É um método científico de observação e análise do funcionamento psicológico, num espaço de tempo limitado, com o objectivo de responder a um pedido de avaliação.

Consiste num pequeno número de consultas (4/5 sessões), com realização de entrevistas e aplicação de testes e provas psicológicas, tendo em vista a elaboração de um relatório de avaliação.

No final o psicólogo estará apto a fornecer um diagnóstico psicológico da situação e, desse modo também, a traçar um plano de intervenção terapêutica para um eventual tratamento.


Psicoterapia Individual

A psicoterapia é um encontro entre duas pessoas, um psicólogo e um paciente, e, consiste num diálogo franco, honesto e sem julgamentos, que objectiva uma compreensão profunda do indivíduo.

A Psicoterapia consiste num processo de transformação, de desenvolvimento pessoal e crescimento emocional, constituindo-se igualmente como um instrumento que facilita o auto-conhecimento.

A minha intervenção é de orientação psicodinâmica. Esta abordagem privilegia a dinâmica da relação cliente/psicólogo num ambiente seguro, de total aceitação e empatia.

A mudança ocorre na e pela relação o que implica que esta mereça uma consideração muito especial, pelo que, fica implicito que o sucesso do processo terapêutico assenta directamente na qualidade da relação que se vai estabelecendo entre os dois intervenientes.

As sessões têm a duração de 50 minutos e são obrigatoriamente confidenciais. O seu número e periodicidade é estipulado no início do processo terapêutico, o que permitirá um trabalho de continuidade e de suporte.

ÁREAS DE INTERVENÇÃO

ADOLESCENTE - ADULTO

“A felicidade não se resume na ausência de problemas, mas sim na sua capacidade de lidar com eles.” Albert Einstein

ADOLESCENTES

A adolescência por se tratar de um período de transição, marcado por profundas transformações físicas e psicológicas caracteriza-se naturalmente, por uma série de avanços e recuos, de dúvidas e incertezas, de sentires exacerbados e de conflito psíquico.

Por ser uma etapa particularmente difícil, não é invulgar que o adolescente se sinta inseguro, com muitas dúvidas e angústias, o que muitas vezes se traduz em sentimentos por vezes difíceis de tolerar e de compreender.

Ofereço um espaço "neutro", uma escuta activa e atenta, onde essas questões podem ser trabalhadas, através de um processo psicoterapêutico.

A psicoterapia facilita a reflexão promovendo as mudanças emocionais necessárias, contribuindo para uma maior compreensão sobre si próprio, e consequentemente, uma mudança nas áreas que considera problemáticas.

Caso o adolescente tenha menos de 16 anos é importante que venha à primeira consulta acompanhado dos pais ou de um adulto responsável.

Tudo o que é partilhado na sessão é mantido em estrita confidencialidade.

A intervenção psicoterapêutica é adequada para intervir em muitas situações. As mais frequentes:

  • Depressão ou estados depressivos
  • Baixa auto-estima
  • Desinteresse/Isolamento
  • Ansiedade/Medos
  • Perturbações do comportamento alimentar (Anorexia/Bulimia/Obesidade)
  • Dificuldades sentidas com o corpo e a imagem corporal
  • Dificuldades ao nível da identidade ou identidade sexual
  • Comportamentos de risco e/ou auto-agressivos
  • Consumo de álcool e drogas
  • Gravidez na adolescência
  • Bullying
  • Ataques de pânico
  • Situações de luto e perdas

ADULTO

Na sua vida adulta, pode sentir necessidade de ter um tempo para si, um tempo de introspecção, e querer interagir com uma pessoa neutra sobre os seus sentimentos, suas angústias, seus medos, suas preocupações. Pode ainda, estar a passar por um momento de desconforto psicológico, um período de “turbulência pessoal,” que lhe trás sofrimento e com o qual é difícil lidar, sentindo por isso necessidade de recorrer a um técnico especializado.

Na maioria das vezes, acreditamos que sozinhos podemos ultrapassar as adversidades ou, que o tempo acabará por resolver a situação. Porém, nem sempre é possível encontrar em si ou, na sua rede de apoio a solução para o mal-estar psíquico.

Partilhar com o psicólogo o que sente e juntos pensarem sobre o seu problema falo-á sentir-se melhor. Falar abertamente sobre as suas emoções, reacções e comportamentos o ajudará a pensar o seu sofrimento e a reencontrar o seu equilíbrio psíquico, de forma a mobilizar os seus próprios recursos, para que possa desfrutar a vida e a relação com os outros com mais satisfação.

Numa relação segura e confidencial, criada por psicológo e cliente/paciente, avançaremos rumo à mudança respeitando a sua singularidade.

A intervenção psicoterapêutica é adequada para intervir em diversas situações.
As mais frequentes:

  • Depressão, estados depressivos
  • Distúrbios de personalidade
  • Perturbações emocionais
  • Dificuldades relacionais
  • Perturbações obsessivas/rituais/complusões que não consegue evitar
  • Perturbações de ansiedade
  • Ataques de pânico
  • Fobias
  • Stress pós-traumático
  • Problemas de adaptação a uma situação de crise
  • Baixa auto-estima
  • Luto e perda

PSICOTERAPIA

Conforme Nietzsche expressou: “Conhece-te a ti mesmo e torna-te quem tu ês”.

A psicoterapia é, antes de tudo, um encontro consigo mesmo e com o terapeuta.

Para uma mudança interna, é fundamental ir à fonte histórica do sofrimento. O presente é a conseqüência do passado. É, portanto, necessário voltar no tempo, e, é esse “trabalho arqueológico” que permitirá entender por que o paciente está a sofrer. É indespensável saber onde está, para onde quer ir, e, para isso é essencial saber de onde vem ... Só assim, é possível transformar as experiências passadas e criar um novo futuro.

Este trabalho co-construido tem por objectivo devolver ao paciente uma imagem positiva de si mesmo para atravessar suavemente o espelho contra o qual ele muitas vezes bate. O propósito final da psicoterapia é percorrer um caminho cujo destino é a descoberta de si próprio.

Percurso da psicoterapia

1ª Fase
Antes da Psicoterapia

Eu caminho por uma rua. Existe um grande buraco no passeio, Eu caio no buraco. Sinto-me perdido e impotente. Não posso evitá-lo. Preciso de uma eternidade para sair dele.

2ª Fase
Início da Psicoterapia

Eu caminho novamente na mesma rua. Existe sempre o grande buraco no passeio. Eu finjo que não o vejo e caio novamente lá dentro. Eu não acredito que esteja no mesmo sitio. Mas, não consigo evitar. Preciso ainda de muito tempo para sair.

3ª Fase
A Psicoterapia começa a dar os seus frutos

Eu caminho sempre na mesma rua. Existe o mesmo buraco no passeio. Vejo-o bem.
Eu caio novamente...é um hábito. Contudo, tenho os olhos bem abertos e sei onde estou, compreendo que sou o responsável pelos meus actos e... Saio dele imediatamente.

4ª Fase
A psicoterapia está quase a terminar

Eu caminho ainda na mesma rua. O buraco continua no passeio. Evito-o e continuo o meu caminho.

5ª Fase
A psicoterapia chega ao fim

Eu escolho outra rua para fazer o meu caminho.

PERGUNTAS FREQUENTES

Neste espaço procuro dar resposta a algumas questões genéricas que podem surgir quando se pensa em consultar um psicólogo. Qualquer outra dúvida que tenha, não hesite em contactar-me.

  • As sessões podem ser realizadas em francês?

    Sim, podem.


  • Les sessions peuvent être réalisées en français?

    Oui, elles le peuvent.


  • Porque devo consultar um Psicologo?

    As motivações que levam alguém a procurar ajuda psicológica são sempre particulares e pessoais.

    Em geral, a motivação mais frequente é o sofrimento psicológico que a pessoa sente e ao qual não consegue dar uma resposta eficaz, nem sozinha lidar com ele.

    Pode também, ser o desejo de poder lidar com a manifestação de um sintoma que restringe o desenvolvimento da sua vida diária ao nível profissional ou afectivo. Igualmente, quando surgem na sua vida situações adversas pontuais como um divórcio, uma crise pessoal, conjugal ou familiar, o luto de um famíliar entre outras, a procura de um profissional deverá ser algo a considerar.

    Acrescida a estas causas está a vontade de se conhecer melhor, ou a procura de objectivos pessoais.


  • Porquoi consulter un Psycologue?

    Les motivations qui mènent vers une démarche thérapeutique sont toujours particulières et personnelles.

    Il peut s'agir du désir de comprendre l'origine de souffrances répétitives et de rompre leur cycle, ou de la manifestation d'un symptôme qui vient restreindre l'essor de la vie quotidienne, professionnelle, affective.

    On peut également décider d'entreprendre un véritable travail sur soi ou consulter un Psycologue pour résoudre un problème, faire face à une situation de crise personnelle, conjugale, familiale, ou en période de rupture, en cas de changements de vie ou d´un deuil.


  • Quanto tempo demora um acompanhamento psicológico?

    A duração do acompanhamento psicológico é muito variável, depende do problema que está a ser tratado, bem como, do ritmo e do objectivo do cliente/paciente, não havendo por isso, um tempo mínimo e máximo estabelecido. Esta questão pode e deve ser discutida com o seu psicólogo logo no começo do processo terapêutico.


  • Combien de temps dure une aide psychologique?

    La durée d´une thérapie est très variables. Elle dépend du problème à traiter, du rythme des consultations et du but du patient. Il n´existe par conséquent pas de temps minimum ou maximum pour une thérapie.


  • Os psicólogos estão obrigados a manter a confidencialidade do que lhes é dito em contexto clínico? Há excepções?

    Sim, os psicólogos clínicos regem-se por um código deontológico próprio, pelo que estão obrigados a manter a confidencialidade em contexto clínico. Tudo o que lhes é revelado em consulta deve ser mantido em confidencialidade, com algumas excepções relacionadas com a existência de uma situação de perigo para o paciente ou para terceiros, que possa ameaçar de uma forma grave a sua integridade física ou psíquica.

    A informação confidencial é transmitida apenas a quem se considerar de direito. O paciente é informado sobre a partilha de informação confidencial antes de esta ocorrer.


  • La thérapie est-elle confidentielle? Existe-t-il des exceptions?

    Oui, nous ne pouvons divulguer aucune information sans obtenir d’abord votre consentement. Selon notre code d’éthique, nous sommes tenus de briser la confidentialité lorsqu´il existe un risque ou un danger de dommage physique ou psychique sur vous même ou sur une tièrce personne. Dans ces situations, le psychologue vous avisera avant de briser la confidentialité.


CONSULTÓRIOS

conheça um pouco mais!

Num clima de empatia, compreensão e reflexão, ofereço-lhe um espaço onde pode expressar sem julgamentos e juízos de valor, os seus sentimentos e pensamentos.

  • Lisboa

  • Torres Vedras

  • Torres Vedras

  • Torres Vedras

  • Torres Vedras

  • Torres Vedras

  • Torres Vedras

  • Torres Vedras

CONTACTOS

Fale comigo, marque a sua consulta.

Dra. Célia Lopes - Psicóloga Clínica

Consultórios:
Lisboa - Amoreiras
Avenida Eng. Duarte Pacheco, Amoreiras torre 1 - piso 5 - sala 11
1070-101 Lisboa

Torres Vedras
Praça 25 de Abril, nº16, 1ºJ
2560-286 Torres Vedras

Para me contactar ou marcar consulta por favor utilize um dos seguintes meios:
Telm. 918 21 50 76;
celialopes@consultadepsicologia.pt

As consultas são marcadas de forma a evitar que existam cruzamentos entre pacientes, de modo a garantir a máxima privacidade.

A marcação e o atendimento sem passagem por qualquer sistema de secretariado humano são outra forma de permitir discrição e sigilo.






Lisboa

Torres Vedras